quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

NAVIO ARMADO e BEM ARMADO
O meu prezado camarada de armas Luís Silva Nunes publicou uma interessante fotografia de um dos últimos "brinquedos" da marinha dos EUA. 
A evolução de navios e de barcos, como aliás a evolução tecnológica em geral, tem sido "avassaladora".
A fotografia de um "modesto" iate que anexo foi tirada há já algum tempo no Tejo.
Dá para perceber estilos, evoluções, inspirações.
Quem copia quem?


António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

Navio armado


Este está bem armado, mas com o armamento bem escondido ... é o USS Michael Monsoor, um moderníssimo contratorpedeiro da Marinha Americana.


Michael Monsoor, um marinheiro morto no Iraque e a quem foi atribuída, postumamente, a Medalha de Honra do Congresso, a maior condecoração militar dos Estados Unidos.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

UM  ""NAVIO""  COMPLETAMENTE  DESARMADO.....


António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

A PROPÓSITO DE RIGOR NOS MEDIA
Sem surpresas (só surpresa para quem não pondera como certas coisas se fazem e ou acontecem) aparece anunciado que o próximo CEMGFA vai ser o actual CEMA.
Li as notícias sobre isto e é para mim evidente a esmagadora ignorância de quem escreve e nem se dá ao trabalho de ler legislação sobre o assunto.
Pela minha parte nem tenciono perder mais tempo, digo apenas que Pina Monteiro não tinha que deixar o cargo antes de acabar a recondução.
Depois, entre outras coisas, registei o ridículo de referências como - a não ser que o Governo quisesse comprar uma guerra terrível com a Marinha !!! 
Depois também gostei da maldade (os mais bem posicionados...) referente aos possíveis nomes para suceder ao actual CEMA. 
Ah, e também gostei das referências ao CV do actual CEMA.
Enfim, é o que temos, mas nem todos merecemos.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(chapéus há muitos)

O Balão do Arsenal

(O terceiro Balão do Arsenal, foto de Fernando Correia de Oliveira)

"Lisboa passou a ter um novo marcador de tempo colectivo - foi "ressuscitado" o Balão da Hora ou Balão do Arsenal, que no final do século XIX e início do século XX serviu para transmitir a hora em terra aos navios fundeados no Tejo. Ao mesmo tempo, serviu também para que os alfacinhas, durante décadas, acertassem, por ele, à uma hora da tarde, os seus relógios."

Para ler a história, muito completa, dos Balões do Arsenal, podem seguir esta ligação  que vos leva a um blogue de Fernando Correia de Oliveira muito interessante e que vale a pena visitar. 

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

MURROS NO ESTÔMAGO........
Pelo que se lê por aí, creio legítimo depreender que o titular do MDN deu mais umas "pranchadas" nos lombos das chefias militares, lembrando-lhes publicamente quem decide o quê.
Pessoalmente não gosto nada da criatura mas, parece-me indiscutível, mais uma vez falou grosso para quem se coloca a jeito.
Que falta de sentido de...........TUDO.
Parafraseando Salgueiro Maia - ao que se chegou, ao que deixaram que se chegasse!.
Dignidade e coluna vertebral, eram precisas........... há anos.
Só vejo lampreias e enguias, colagénio no lugar das vértebras.
Lamentável.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(chapéus há muitos)

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Chefes Militares


Os quatro chefes militares, que alertaram o ministro da Defesa para o défice de efetivos, asseguraram hoje que "não esteve, não está, nem estará em causa o cumprimento das missões das Forças Armadas".
Caso estejam interessados em ler o artigo completo (in O Jornal Económico) podem seguir esta ligação.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

TEMAS do PRESENTE e ANTECIPAR COISAS do FUTURO

A segurança, a justiça, o bem estar, de todos, da sociedade, são conhecidos e clássicos objectivos a prosseguir.

Não são temas navais, mas o estiolar deles repercute-se, a todos os níveis na sociedade, Forças Armadas incluídas.
Como se vai observando, há décadas.

A história não se repete! Não?
E a infelicidade das pessoas e dos povos?
Alguns dos camaradas de armas, alguns dos fundadores, alguns dos estimados visitantes deste blogue conhecerão já o título supra.

Na sequência de um honroso convite do blogue “ Delito de Opinião”, escrevi um texto com esse título e que eles acolheram e publicaram em 30 de Janeiro.
É uma modesta reflexão sobre a nossa sociedade, discutível como tudo, onde medito sobre o estado em que estamos, em que medito sobre as minhas crescentes preocupações de cidadão.
Como sempre, posso estar equivocado aqui ou ali, e respeito, sempre, as opiniões de outrem. Oxalá respeitem outros as minhas.

António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)
( manhoso fotógrafo amador)

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

POR AÍ


António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)
(manhoso fotógrafo amador)

domingo, 28 de janeiro de 2018

sábado, 27 de janeiro de 2018

CMG EMQ (Ref) Óscar Edgar Rodrigues Santos Valente



Chegou-nos a notícia, através de um seu camarada de curso, do falecimento do Eng. Óscar Valente.
Aos camaradas do seu curso de entrada "Curso D. João I", do de saída “Luis de Camões”, à Família enlutada e em particular a seus Filhos, o “Navio… Desarmado” apresenta sentidos pêsames.
Aguardam-se informações sobre as cerimónias fúnebres. 

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

BANDEIRA NACIONAL




António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)
(fotografias "roubadas")

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

MUDANÇA de COR
AQUELE QUE CONTINUO CÁ EM CASA A DESIGNAR POR MINISTÉRIO DA MARINHA, ESTÁ A MUDAR DE COR, MAIS OU MENOS PARA A COR DO TÍTULO DO POST.
O QUE QUERO DIZER, E MUITOS NÃO TERÃO AINDA PASSADO POR LÁ, É QUE A TRADICIONAL COR DOS "NOSSOS" EDIFÍCIOS ESTÁ A PASSAR PARA AZUL CLARO.
DESCONHEÇO SE AS GRANDES PORTAS DE MADEIRA VÃO MANTER AQUELE VERDE ESCURO. 
A MANTER-SE, SALVO MELHOR OPINIÃO, NÃO JOGA BEM.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(chapéus há muitos)

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

17 JANEIRO
1917 - Criado o Corpo Expedicionário Português, enviado para terras de França, para lutar contra os Alemães. General Norton de Matos chefiou o CEP.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

AQUI SIM...........


António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)
SEM SENTINELA...............


Depois admiram-se................
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

POR AÍ

António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

UM 2018 o MELHOR POSSÍVEL
São os meus votos, para todos os meus amigos, conhecidos, camaradas de armas, leitores deste e do meu blogue, com a saúde q.b. que é o melhor euromilhões da vida, com alegria, e lutando sempre por boa disposição.
E como há dias me dizia um amigo que prezo, dar algum trabalho aos talheres e copos e, digo eu agora, sempre com "temperança".
Quanto à boa disposição, hoje por exemplo fartei-me de rir com várias coisas. 
Uma foi com (entre muitas outras tiradas) a frase que ouvi esta manhã no rádio do carro - "Tendo estado nas Forças Armadas durante 28 anos, nunca vi a mínima inquietação quanto aos paióis, nunca houve problema", declarou" (D. Januário Torgal).
Pois, como é do conhecimento de muitos, e eu sou testemunha directa disso pois tive por mais de uma vez lidar "a posteriori" com situações de desaparecimento de armas por exemplo em 2003 e 2004, ao longo de décadas que tem infelizmente havido problemas diversos no respeitante a desaparecimento de material. 
Se alguém tivesse dúvidas bastaria tentar ver o histórico na PJM.
Furto, roubo, questões de inventários, isso é outra questão.
Numa coisa concordo com D. Januário: por exemplo, nos meus três anos de EMGFA em que inúmeras vezes confraternizei com camaradas de armas nas zonas atribuídas aos assessores do CEMGFA, nunca de facto ouvi falar ou detectei qualquer inquietação quanto a paióis.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

domingo, 31 de dezembro de 2017

Bom Ano

Um Feliz Ano Novo para todos são os votos do "Navio... desarmado".

sábado, 23 de dezembro de 2017

Feliz Natal


À guarnição deste Navio bem como aos estimáveis colaboradores e visitantes desejamos um Bom e Feliz Natal. Saúde para todos! 

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Cap Ten AN REF António Júlio Monsanto de Campos

Por informação recebida de um camarada, damos a conhecer o falecimento, ontem, do nosso Camarada António Monsanto de Campos.
As cerimónias fúnebres previstas são as seguintes:
O Corpo estará em Câmara Ardente nos Jerónimos hoje, dia 19, a partir das 17 horas.
Está prevista uma cerimónia fúnebre amanhã, pelas 15:00, após o que o funeral sairá pelas 15:30 para o Cemitério dos Olivais onde serão prestadas honras fúnebres seguidas da cremação.
À sua Família e aos seus Amigos e Camaradas, em particular aos do Curso "Miguel Corte Real,"  “O Navio… desarmado” apresenta sentidas  condolências.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

NATAL e ANO NOVO
O calendário indica-nos a chegada de uma época em princípio festiva para muitos mas, infelizmente, sem modificação de dificuldades para muitos outros concidadãos.
Natal à porta, fim do ano também.
Aos meus amigos, aos meus conhecidos, aos meus estimados visitantes/ leitores deixo os meus votos de um santo e feliz Natal e que 2018 seja o melhor possível.
António Cabral 
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos)

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

NRP Afonso Cerqueira


Recebida a seguinte mensagem:

"Boa noite,
Se ainda não aconteceu, gostaria de saber a data em que o "Corceira", navio no qual e com muito orgulho servi como radarista, irá repousar definitivamente ao largo da cidade do Funchal.

Saudações marujais.

A. Campos"

"O Navio... desarmado" retribui as saudações. Haverá alguém que possa elucidar este nosso visitante?

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Visita do PR à Marinha

Pode ser vista aqui uma notícia de 27NOV2017 do Diário de Notícias sobre o assunto.